Desencontro

Já não sei o que sou neste mundo cão.

Onde está a efervescência da juventude?

O encanto do período enamorado?

Doçura, meiguice, inocência…

Tudo jaz na puberdade.

Ser adulto é ser irrevogável.

Tal qual decreto nas mãos do inquisidor.

Na velhice tudo retorna.

Não mais natural.

Meio que num tom de bobagem.

Ah! A vida é muito engraçada.

No auge do vigor, imaturidade.

No auge da vida, insensatez.

No auge da maturidade, cansaço.

Depois, nem um nem outro!

Demência.

Advertisements